Como a hiperidrose pode afetar a vida do adolescente?

As glândulas da transpiração são chamadas de sudoríparas e se dividem em écrinas, (espalhadas por todo o corpo) e apócrinas (próximas as axilas e partes íntimas). Na adolescência, as glândulas apócrinas entram em atividade e as écrinas são intensificadas, uma vez que há mudanças no organismo do adolescente e desequilíbrio hormonal.
Estudos apontam que a transpiração excessiva nos mais jovens costuma se iniciar aos 11 anos. Ao longo do tempo, adolescentes que sofrem com hiperidrose sentem-se inseguros e incomodados no seu cotidiano.
Ir à escola, ao cinema, sair com os amigos, ter encontros, se relacionar em geral, se tornam um grande problema. É muito comum que jovens que sofram dessa patologia sejam introspectivos e se considerem inferiores aos demais. Eles também costumam a evitar fazer as aulas de Educação Física, ir a parques de diversão, namorar, e etc. Isso ocorre pelo receio de molhar as roupas, de aparecer as chamadas “pizzas” debaixo do braço, de cumprimentar com as mãos molhadas ou de estar com mau cheiro, seja nos pés ou nas axilas.
De qualquer modo, o suor excessivo pode ser controlado, principalmente quando é diagnosticado precocemente. Odaban tem uma linha completa de produtos para libertar o seu filho da hiperidrose.
Com mais de 40 anos no mercado, Odaban tem uma fórmula eficaz já nas primeiras aplicações.
Adquira seu Odaban em www.odaban.com.br e deixe seu filho livre do suor excessivo.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Posts Recentes

WhatsApp chat