Você passa por esse problema e não sabe como resolver? Elencamos 4 soluções para que você possa colocar na balança e pensar aquele que mais encaixa no seu perfil.

Iontoforese

Esse processo se baseia aplicação de agentes ionizados na derme, por meio de correntes elétricas para facilitar a absorção dessas substâncias. Esses íons, quando são absorvidos, vão tornando menor a transpiração do local no qual aconteceu a aplicação. O tratamento deve ser feito diariamente, por cerca de 10 a 15 minutos, e futuramente, será alterado por aplicações quinzenais ou mensais. O resultado é demorado e não tão certo.

Cirurgia

A cirurgia é feita para manter controlado o suor excessivo nas mãos. O nome desse processo é simpatectomia, em que os nervos que estimulam as glândulas sudoríparas são cortados e assim, param de produzir excesso de suor.

Muito bom, não é? Porém esse procedimento pode causar um grande efeito colateral chamado de hiperidrose compensatória. Ou seja, uma parte do seu corpo que ainda não produzia suor excessivamente, começa a produzir.

Toxina botulínica

Essa sustância, quando aplicada na pele, bloqueia a produção de suor no local. O tratamento, no entanto, tem efeito temporário, valor elevadíssimo e deve ser feito com frequência, o que pode ser muito doloroso

Produtos antitranspirantes (Odaban)

O uso do produto ajuda bastante a melhorar aderência das mãos. O Odaban, por exemplo, diminui ou inibe a saída de suor das glândulas durante o dia inteiro. O resultado de Odaban é rápido e comprovado por milhares de pessoas em mais de 20 países.

 

Quer saber mais sobre o produto? Acesse: www.Odaban.com.br e tenha todas as informações sobre o antitranspirante mais vendido do mundo.

Leave a Comment