Como tratar o suor excessivo?

Suor excessivo

Muitas pessoas podem considerar o ato de suar como algo desconfortável e estressante, sobretudo, durante a estação mais quente do ano. No entanto, o suor conta com uma função primordial para a manutenção da saúde do organismo humano. O problema consiste quando se trata do suor excessivo.

Afinal, o suor permite que o corpo deixe a temperatura estabilizada e ainda elimina diversos agentes nocivos. No entanto, o suor excessivo pode representar um alerta de risco a sua integridade física e/ou mental.

Inicialmente, é fundamental pontuar que a geração excessiva de suor pode ter a ver com questões de ordem psicológica. Essa questão recebe o nome de hiperidrose emocional, que possui relação com a depressão, o estresse e até a ansiedade.

Por isso, esses quadros precisam ser monitorados por profissionais especializados, podendo abranger tratamento com psicólogo ou psiquiatra. Já que os especialistas não vão se focar no combate ao suor excessivo, mas vão se preocupar com a origem desse problema. Porque alguns casos podem ser completamente sanados ao encontrar os gatilhos emocionais.

Além disso, o excesso no suor também pode se referir a um indicativo de enfermidades metabólicas, hormonais ou neurológicas. Ou seja, o problema conta com ligação com diabetes, mudanças no sistema nervoso e infecções. Nesse ponto, se deve buscar por um atendimento médico especializado para encontrar o melhor tratamento para o caso em particular.

Vale salientar que outra provável causa do suor excessivo pode ser o consumo de medicação. Porque existem situações em que essa conseqüência é aguardada e, mesmo com o importuno, suar exageradamente não quer dizer que o medicamento esteja prejudicando a saúde da pessoa.

Dependendo do tratamento, o “custo-benefício” pode compensar e a paralisação do consumo somente deve ocorrer com a liberação do médico. Jamais por conta própria.

Avaliação médica

Caso você note que algo esteja errado, o ideal é procurar por uma avaliação médica o quanto antes. De modo geral, a primeira consulta serve para que seja levantado o histórico do paciente em relação a sudorese. 

Ou seja, o profissional de saúde vai questionar alguns elementos, como a faixa etária, o começo do surgimento dos sintomas, as áreas afetadas, o estilo de vida do paciente. A partir daí, é provável que alguns exames sejam solicitados.

Os especialistas argumentam que é de vital importância fazer o tratamento para combater a raiz do problema e não somente o seu efeito, ou seja, a geração de suor excessivo. Por isso, é indispensável marcar uma consulta para ter orientações e o devido tratamento. 

Como tratar o suor excessivo?

O primeiro passo a ser tomado em caso de suor excessivo é buscar por um médico, como citado anteriormente. De modo geral, os especialistas que tendem a atuar no combate a esse problema são tanto o dermatologista quanto o endocrinologista. 

Só que para evitar a produção exagerada de suor pelo corpo humano, é possível contar com alguns tipos de tratamentos nos dias de hoje. Quer conhecer os primeiros tratamentos? Confira a lista a seguir.

1 – Talco e/ou amido de milho

O consumo de talco e/ou amigo pode auxiliar a conservar as palmas das mãos e as solas dos pés sem a presença do suor nas atividades do dia a dia.

2 – Palmilhas absorventes

Provavelmente, você já ouviu falar das palmilhas absorventes que pode ser utilizadas nos pés e também nas axilas. O intuito desses objetivos é fazer com que o suor excessivo acabe por não sujar as peças de roupa e os calçados.

3 – Utilização de desodorante antitranspirante

Esse tipo de produto é útil para diminuir ou erradicar o odor, bem como minimizar a aparência do suor.

4 – Medicamentos

Medicação, como oxibutinina, é utilizada erroneamente para tentar solucionar a situação quando todas as outras tentativas não alcançam o sucesso desejado. Todavia, esse tratamento acaba se torna algo perigoso a longo prazo.

5 – Botox

Essa é uma alternativa bastante polêmica, mas capaz de reduzir os problemas durante seis meses. A partir daí, o organismo necessita de outra sessão de botox para administrar a produção de suor. No entanto, esse tratamento só deve ser feito com a anuência do médico. Além de caro, é doloroso.

6 – Calmantes

Os calmantes e remédios antidepressivos são adotados em quadros mais acentuados ou pontuais. Na maioria das vezes, se opta por esse tratamento quando a origem do suor excessivo tem a ver com estresse ou ansiedade.

7 – Procedimento cirúrgico

O suor excessivo também pode ser solucionado com a realização de um processo cirúrgico para tirar as glândulas responsáveis pela produção do suor. Esse tratamento também é uma alternativa, só que é habitual que gere a elevação da produção em outras regiões que não apresentavam esse problema anteriormente (hiperidrose compensatória). Isso se sucede como uma ação natural do organismo para conservar a temperatura em um nível adequado.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Posts Recentes

Inscreva-se na Newsletter

Não vou comprar agora mas quero entender mais sobre Hiperidrose e Suor Excessivo.

WhatsApp chat

COVID-19: nós, e também as transportadoras (Correios e Jadlog), continuamos atendendo normalmente e despachando todos os pedidos.
Aproveite para fazer sua compra sem sair de casa!