Existem muitos tipos de pele: mistas, secas e oleosas. A pele oleosa é a mais comum entre os brasileiros e é causada pelo excesso de produção de sebo pelas glândulas sebáceas. Por conta disso, a derme aparenta uma característica mais espessa, brilhante e úmida.

 

Especialistas afirmam que um dos principais motivos para que a pele seja oleosa é a herança genética. No entanto, outros fenômenos podem contribuir para o aumento das glândulas sebáceas, dentre eles o sol em excesso; fatores internos como estresse, medo e nervosismo; alimentos gordurosos; alterações hormonais; dentre outros.

 

Para quem sofre de hiperidrose, a oleosidade da pele parece aumentar e ficar mais aparente. Porém, o suor sozinho não é o causador da oleosidade na pele.   O que ocorre é que a pele elimina quantidades mínimas, porém constantes, de gordura que formam junto com o suor, uma película que cobre e protege a camada córnea, contribuindo para sua coesão, lubrificação e proteção da pele. A oleosidade se dá quando a pele produz mais sebo que o necessário, ficando com os poros dilatados e com uma aparência gordurosa e brilhante.

 

Se você sofre de hiperidrose e pele oleosa, procure sempre lavar a região afetada com água morna e sabonetes especiais. Dermatologistas indicam os que são feitos a base de enxofre e ácido salicílico. Evite lavar a área com sabonetes esfoliantes e buchas vegetais, eles fazem o efeito contrário, e ao invés de reduzir a oleosidade acabam aumentando. E não deixe de usar hidratante na sua pele, mas lembre-se de procurar os produtos específicos para pele oleosa, fique tranquilo pois o mercado oferece muitas opções.

 

É recomendado que procure sempre um dermatologista para diagnosticas esses tipos de problemas. E caso seja hiperidrose, a Odaban tem o produto perfeito para você. Acesse www.Odaban.com.br e conheça nossa linha!

 

Leave a Comment