Sudorese em judocas: como funciona e o tratamento ideal

A prática do judô foi criada a mais de cem anos no Japão, é uma arte marcial que usa o corpo como ferramenta para imobilizar o adversário utilizando o peso do corpo do outro como benefício próprio.
Não são permitidos empurrões, chutes e socos, a queda deve feita segurando o adversário pelo quimono. Um dos pontos cruciais dessa prática de esporte é aprender a cair no chão sem se machucar.
Primeiro se aprende a cair para depois aprender como derrubar, e logo em sequência compreender como ter o mínimo de esforço para a máxima eficiência.
Os atletas que praticam judô tem uma grande preocupação com a desidratação ponderal e perda de peso. A redução do peso corporal prejudica o desempenho de um judoca em até trinta por cento, já que, como outros esportes de competição, o judô exige classificação por categorias de peso.
A perda de água ocorre para manter o organismo na temperatura corporal próxima a 37ºC – o suor é uma ação que o corpo realiza na tentativa de reduzir a temperatura do corpo -, principalmente em ambientes em que a temperatura do ambiente é maior que a temperatura do corpo.
A desidratação do judoca pode ser leve, moderada ou grave, essa taxa de sudorese depende de vários fatores, como: intensidade do exercício, umidade e temperatura ambiente.
O controle de suor dentro judô foi um obstáculo que muitos enfrentaram, além de atrapalhar no rendimento nos treinos e na saúde, dificultam os treinos e as competições. A preocupação com o suor em excessivo dentro do judô não é somente para o controle de peso, mas também, para a reposição de líquidos. O nível de perda ponderal de um atleta influencia diretamente no seu rendimento.
Trinta por cento dessa perda resulta na redução de agilidade e capacidade para lutas ou treinos e cerca de cinco a dez por cento de redução ocorre uma diminuição na capacidade de se produzir suor, ocasionando déficit cardíaco e perda da eficiência do transporte cardiovascular que regula a temperatura do centro a superfície do corpo, aumentando a temperatura interna.
A ingestão de líquidos durante os treinos e lutas oficiais é essencial para manter os níveis de suor de forma eficiente, para o bem estar e rendimento do judoca. A produção de suor varia muito de uma pessoa para a outra, para melhores resultados é interessante que os atletas saibam a média de suor durante os treinos e competições para fazer a reposição de forma adequada.
Para pessoas que sofrem com suor excessivo, a nossa equipe desenvolveu o Odaban Spray para o corpo todo, com uma formulação testada de cloreto de alumínio que garante a satisfação dos atletas É indicado para todos os tipos de pele com sua fórmula e com fácil uso, pois, possui uma embalagem prática e ideal para ser levada na mochila, para ser usado antes dos treinos com a intenção de proteção contra a transpiração excessiva.

Acesse www.Odaban.com.br e descubra a linha de produtos mais indicada para quem sofre com a sudorese e não deixe a transpiração excessiva vencer essa luta!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Posts Recentes

WhatsApp chat