suor no peito

Suor no peito: saiba os motivos e como evitar o suor em excesso

A liberação de suor é normal em todo corpo adulto saudável. Para baixar a temperatura, o corpo transpira e assim faz com que a pele seja resfriada. Entretanto, a transpiração em excesso ou em lugares específicos do corpo, como o suor no peito, pode incomodar.

E é por isso que, neste texto vamos explicar tudo sobre o suor no peito. Quais são as causas da transpiração e, além disso, como você pode diminuir a quantidade de suor.

Confira.

O que é suor e quais são as causas?

A sudorese, popularmente conhecida como transpiração, é uma função natural do corpo para resfriar a temperatura corporal.

Ela começa após alguns meses do nascimento e durante a fase de adolescência e a fase adulta ela se mostra mais presente. Isso porque, em momentos em que a temperatura corporal está elevada o cérebro emite um sinal para que as glândulas sudoríparas comecem a trabalhar.

Dessa forma, aproximadamente 3 milhões de glândulas espalhadas por todo o corpo passam a produzir suor e, assim, diminuir a temperatura corporal.

Apesar de esse ser um processo natural do corpo, o suor pode aumentar excessivamente em alguns momentos, como:

  • em situações de estresse e ansiedade;
  • ambientes muito quentes;
  • alterações hormonais, como menopausa, puberdade ou gravidez;
  • muita movimentação e atividade física.
  • doenças como diabetes, leucemia e distúrbios da tireoide;
  • alcoolismo;
  • uso de medicações como remédios para pressão alta, remédios psiquiátricos, antibióticos e suplementos.

Nesses casos, o corpo tende a liberar mais suor e, dessa forma, causar mais incomodo. Um outro incomodo é que, o suor pode também ser mais presente em áreas específicas do corpo.  

Suor no peito

Suor entre os seios

Embora o suor seja natural ao corpo humano, algumas pessoas podem sofrer de hiperidrose. Ela nada mais é que o excesso de transpiração em regiões como: as palmas das mãos, pés, axilas, rosto e peito.

A hiperidrose é provocada pela hiperatividade das glândulas sudoríparas e pode ser ocasionada por problemas emocionais e doenças hereditárias.  

Logo, a hiperidrose nada mais é que o excesso de transpiração em regiões como: as palmas das mãos, pés, axilas, rosto e peito. Muitas vezes ela costuma aparecer em somente uma das áreas mencionadas, ou em conjunto em mais de uma área do corpo.

É sobre essa última área de que falaremos mais a partir de agora. A hiperidrose nessa área ocasiona o suor no peito em excesso.

Sendo assim, muitas pessoas se sentem incomodas com a situação e tentam diversos tratamentos e até mesmo intervenções cirúrgicas para tratar o suor em excesso.

Como cuidar

Para cuidar do excesso de suor no peito é necessário buscar algumas alternativas, tais como as que abordaremos a segui.

A primeira alterativa para cuidar do suor nessa região é o uso de roupas leves e que permitam ao corpo respirar livremente. Isso porque, ao permitir a maior circulação de ar no local, o corpo não precisará gerar mais suor para que a temperatura diminua.

Sendo assim, uma boa alternativa é usar camisetas e sutiãs de algodão ou linho.

Outra medida para diminuir a quantidade de suor em excesso é o uso de produtos feitos exclusivamente para diminuir o suor em todas as áreas do corpo.

Embora muitos antitranspirantes prometam acabar com o suor apenas na região das axilas, existem no mercado alguns outros que podem diminuir a transpiração no corpo todo, como exemplo os produtos da Odaban.

Com eles você certamente diminuirá a transpiração em áreas como os seios, as axilas, dentre outras.

Neste texto, nós vimos quais são as causas do suor no peito. Explicamos que essa é uma função natural do corpo. Mas que, em excesso, pode ser controlada através do uso de roupas leves e dos produtos certos.

Se você tem outras dúvidas sobre transpiração corporal e deseja entender mais sobre o assunto, acesse outros textos do nosso site.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Posts Recentes

WhatsApp chat